A batalha naval

batalha

Uma batalha naval num pedaço de papel. A tática e a sorte pesam neste confronto pacífico.

1. Cada jogador marca dois quadrados de dez quadrículas de lado na sua folha de papel. Em seguida, sobre o lado superior do quadrado designa cada coluna por uma letra, de A a J. Depois, numera as linhas pelo lado esquerdo de 1 a 10. Assim, cada quadrícula passa a ser designada por uma letra e um número. D3 será a intersecção da coluna D com a linha 3.

2. Sem mostrar ao adversário, cada jogador desenha as seguintes naves: 1 porta-aviões que ocupa cinco quadrículas, 2 contratorpedeiros de quatro quadrículas e 5 lanchas de uma quadrícula. Para o fazer, basta contornar os lados do retângulo correspondente. As naves não se podem tocar, nem sequer pelos ângulos.

3. Uma vez preparado o campo de batalha, um jogador diz em voz alta o nome de uma quadrícula; o outro procura no seu mapa e responde «água», se estiver vazia, e «tiro no porta-aviões», se estiver ocupada por um porta-aviões. Se a esse porta-aviões não restarem quadrículas que não tenham sido «alvejadas», responde-se «ao fundo».

4. O jogador que «disparou» anota o resultado no segundo quadrado. Na quadrícula nomeada põe um ponto se foi água e um X se acertou. No caso de acertar, volta a disparar, até que atinja água.

5. É então a vez do outro jogador, que, por sua vez, dispara. Ganha o jogador que «afundar» primeiro os barcos do adversário.

Comentarios dos Brincalhões

Vamos brincar de pedra papel tesoura,futebol em círculo,ideias de desafios para amigos,Vamos brincar de verdadeiro ou falso,jogo o sitio dos miudos a roda.