Nigéria




Praticado pelo povo twi no Gana. Os yoruba (Nigéria e Benim) conhecem-no por “jerin-jerin”.

1. Começa-se com quatro sementes em cada buraco. Na primeira partida, cada jogador fica com a fila que estiver mais perto de si.

2. Para semear, um jogador retira todas as sementes de um dos buracos do seu campo e deita-as, uma a uma, seguindo no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.

3. Se, quando se acaba de semear, a última semente cai num buraco que já tem sementes, retiram-se todas e continua a semear-se até que a última semente caia num buraco vazio.

4. Se, em algum momento da sementeira, houver quatro sementes em algum buraco de um dos campos, o proprietário do buraco apanha-as e retira-as.

5. Quando restarem oito sementes no tabuleiro, o jogador que fez o primeiro movimento apanha-as.

6. Uma vez terminada a primeira partida, voltam a colocar-se todas as sementes nos buracos. A partir de agora, o campo de cada jogador serão tantos buracos quantos os que for capaz de encher com as capturas da partida anterior.

7. O jogo acaba quando um jogador consegue ser o proprietário dos dezasseis buracos.

 

aualé Ba-awa

Praticado pelo povo twi no Gana. Os yoruba (Nigéria e Benim) conhecem-no por “jerin-jerin”. 1. Começa-se com quatro sementes em cada buraco. Na primeira partida, cada jogador fica com a fila que estiver mais perto de si. 2. Para semear, um jogador retira todas as sementes de um dos buracos do seu campo e deita-as, uma a uma, seguindo no sentido contrário ao dos

Ver mais


iseozin1 Ise-ozin-egbe

Descrito na Nigéria. 1. Colocam-se todas as sementes como a ilustração indica. 2. Começa-se por apanhar todas as sementes do buraco central da fila inferior e semeiam-se no sentido dos ponteiros do relógio. 3. A última semente cai sempre num buraco ocupado, do qual se retiram todas as sementes, continuando-se depois a semear. 4. Se a sementeira se desenrolar corretamente, voltar-se-á à posição inicial

Ver mais